MEETINGPACK 2017 em Valência

imageO encontro internacional MeetingPack 2017 terá lugar nos dias 30 e 31 de maio, em Valência (Espanha). É organizado pelo Centro Tecnológico AINIA e pelo AIMPLAS e deverá reunir mais de 300 peritos em embalagem de plástico para alimentos, de diferentes países.

O encontro reúne toda a cadeia de valor da embalagem alimentar. Multinacionais do setor alimentar, fabricantes de embalagens, materiais de embalagem e máquinas de embalagem, bem como representantes do setor distribuição e outros agentes, tais como responsáveis pelas políticas públicas da Europa, peritos em legislação alimentar e em ecologia, irão participar no evento. Entre as empresas que já confirmaram a sua presença estão a UBE, a Dow Chemical, a Repsol, a M&D e a Danone.

imageA edição 2017 do MeetingPack foca o tópico "Conveniência: Guiando a Inovação em Embalagem Barreira", que se traduzirá na análise dos grandes desafios tecnológicos globais neste âmbito, tais como materiais barreira, novos sistemas de produção e embalagem, materiais refecháveis e reseláveis, fabricação aditiva, indústria 4.0, embalagens sustentáveis e reciclagem, embalagem ativas e desenvolvimentos na área dos ensaios e controlo da qualidade. Para ver o programa, clicar AQUI.

As embalagens, em particular com materiais barreira, têm um papel chave, atual e futuro, na satisfação dos requisitos de conveniência colocados pelos consumidores europeus e na forma como é enfrentado o desafio das perdas e desperdícios de alimentos, bem como na necessidade de assegurar e prolongar o tempo de vida útil dos produtos e a segurança alimentar.
O MeetingPack decorre nas mesmas datas da exposição Made From Plastic 2017, a qual registou mais de 3500 visitantes nas edições anteriores.

Smart Packaging

imageUm estudo da IDTechEX conclui que o mercado das "embalagens inteligentes" (smart packaging) – embalagens com electrónica incorporada – irá crescer de 75 milhões de USD para 1,45 mil milhões de USD nos próximos dez anos. A principal razão para este aumento será a redução de 99% do custo da electrónica impressa e o facto de a embalagem de cartão ser o suporte ideal.

Já existem embalagens com electrónica, desde garrafas de rum com emissão de luz até às caixas de pizza com voz, passando pelos aerossóis com carga eléctrica para eliminação de insectos. Também já existem embalagens de medicamentos que registam a quantidade consumida e que avisam o consumidor.

Através da e-packaging, as empresas de marca poderão posicionar os seus produtos e protegê-los contra a contrafacção. Por outro lado a electrónica impressa também pode ajudar os consumidores a entender melhor as informações disponíveis na embalagem.