A Índia emergente

imageCom o 2º maior PIB das economias emergentes, a Índia é também a 4ª economia em termos de paridade do poder de compra. Tem uma indústria alimentar à prova de recessão graças ao gigantesco consumo doméstico. A indústria indiana de processamento alimentar é um segmento dominante, com uma quota de 32%. A nível mundial, a Índia é o 2º produtor mundial de alimentos, a seguir à China. É o maior produtor mundial de cereais e leite e o 2º produtor mundial de arroz, milho, açúcar, frutos, vegetais e peixe de rios e lagos. No entanto, apenas 2% dos frutos e vegetais e apenas 15% do leite são processados, o que evidencia um elevado potencial para a indústria de processamento alimentar. Apesar destes indicadores, a indústria alimentar é o 5º sector industrial do país, representa 6,3% do PIB, 19% da produção industrial e 13% das exportações.

As indústrias da embalagem são também um dos sectores com crescimento mais rápido, com um volume de negócios actual de cerca de 13 mil milhões de USD, prevendo-se que suba para os 14,5 mil milhões de USD até 2015. A taxa de crescimento industrial oscila entre os 13 e os 15%. O consumo per capita de materiais de embalagem é de apenas 1,3 kg, muito inferior ao de países asiáticos como a China e Taiwan, respectivamente com 6 kg e 19 kg, respectivamente. Isto significa que existe na Índia um elevado potencial de negócio na área das indústrias da embalagem.

Esse potencial é o principal motivo que levou a Koelnmesse (Feira de Colónia), um dos maiores organizadores mundiais de feiras industriais, a criar uma subsidiária na Índia para organizar as feiras FoodTec India e PackEx India, que terão lugar nos dias 11 a 13 de Setembro, em Mumbai.
A edição anterior (2010) foi um marco para as indústrias da alimentação e embalagem da Índia, com 336 expositores (dos quais 108 de fora do país) e 12142 visitantes profissionais. Para a PackEx India 2012 e a FoodTec India 2012, está confirmada a presença de pavilhões da Alemanha, Itália, França, China e Taiwan. A participação internacional deverá representar cerca de 40%.
Um seminário sobre "tendências emergentes na indústria de gelados" será organizado no dia 11 de Setembro, pela IICMA (associação indiana de fabricantes de gelados). Um seminário sobre "processamento e embalagem de queijos" será organizado no dia 12 de Setembro, pela associação indiana de lacticínios.
Em paralelo, realizam-se também duas feiras temáticas: a Sweet & SnackTec India 2012, para os sectores dos doces, produtos de snack e confeitaria, e a Dairy Universe India 2012, dedicada às indústrias de lacticínios.

Anúncios