"Colagem digital" no fabrico de sacos

E 16-5 CMYK copy Os novos sistemas de aplicação de cola permitem reduzir custos e obter cadências mais rápidas na produção de sacos de papel. A Windmöller & Hölscher (Alemanha) modificou as máquinas de formação/colagem do fundo dos sacos, substituindo o sistema tradicional de aplicação de cola por clichés por sistemas de injecção de cola controlados por microprocessador.

A máquina AD 8330, equipada com este sistema de "colagem digital" pode trabalhar a cadências que podem ir até aos 330 sacos por minuto. Qualquer que seja a cadência, a cola é sempre aplicada com a mesma quantidade e precisão. Mesmo que ocorram variações da viscosidade da cola, o sistema pode compensá-las através da regulação da quantidade do fluxo. A configuração das linha de cola são previamente definidas em função da geometria do saco e gravadas mo controlador da máquina. É possível alterar essa configuração durante a produção. A dosagem precisa da cola pode representar importantes economias para o fabricante de sacos.

Para além do sistema de "colagem digital", a nova máquina da W&H também se destaca pela sua flexibilidade. Com uma área de formatos de 1:50 (de 2 a 100 litros de volume de enchimento), a máquina produz sacos industriais tradicionais, bem como sacos de pequeno formato para produtos de consumo e pode ser combinada com dispositivos de aplicação de alças.

O novo aplicador de fundos AD 8330 foi apresentado em combinação com a nova máquina de mangas universal AM 8125 CNC, o mecanismo de impressão em linha FLEXA 820, a automação do fluxo de material TRANSYSTEMS e o robô paletizador ARCOMAT 3. Também foi possível ver, pela primeira vez nesta linha de sacos de papel, o princípio integrador de utilização PROCONTROL NET, que torna desnecessária a repetição da introdução dos dados de formato em cada máquina.

E 16-4 CMYK copy

Anúncios